PC Gamer

VR: Como funciona a realidade virtual?

Se você já teve alguma oportunidade de testar uma tecnologia de VR- realidade virtual, sabe que não estamos exagerando nada quando damos o nosso mais sincero: WOW. Resolvemos explicar um pouco como essa tecnologia consegue enganar o seu cérebro e te convencer de que você está em outro planeta, quando na verdade você nem saiu da sua sala.

Vamos começar pelo básico? Então vamos.

O Básico

Seja da Oculus, da Sony, HTC, Samsung ou Google, basicamente a tecnologia precisa de um conjunto de três coisas: um PC, console ou smartphone para rodar o aplicativo, óculos que segurem o equipamento na frente dos seus olhos e algum tipo de controle, seja um joystick físico ou um sensor de movimentos.

tecnologia realidade virtual

Esses headsets costumam ser chamados de HMDs (Head Mounted Displays) e têm como objetivo criar um ambiente 3D em tamanho real sem os limites que a TV ou monitor impõe. Para onde quer que olhe, estará imerso no mundo do aplicativo/jogo.

Como Funciona

Como eles criam a sensação de uma realidade virtual? Simples. Ou quase simples. Na verdade é um pouco complexo. Existem duas maneiras: duas imagens sendo enviadas para o mesmo display, o que causa uma sobreposição de telas que causa a sensação de ambiente 3D, ou dois displays diferentes, um para cada olho, que também podem te dar uma sensação de profundidade.

Para tornar ainda mais convincente, basta estabelecer algo em torno de 60 frames por segundo, que dá uma sensação de movimento quase real para tudo ao seu redor e não te deixa ficar enjoado enquanto usa o equipamento.

Sensor de Movimentos

Já o headtracking da tecnologia funciona fazendo com que todos os movimentos da sua cabeça sejam reproduzidos dentro da visualização. Quer ver o que está acima de você? Basta virar sua cabeça pra cima. Quer saber o que está nos seus pés? Olhe pra baixo. Um sistema chamado 6DoF (six degrees of freedom) é o que acompanha seus movimentos em termos de eixos X, Y e Z.

sensor de movimento realidade virtual

Limites

Mas a tecnologia de realidade virtual tem um limite, pelo menos por enquanto. Você só pode mexer sua cabeça até uma certa velocidade para que não ocorra perda de qualidade, mesmo nos VRs mais avançados. Uma tecnologia ainda mais avançada promete acompanhar o movimento dos seus olhos, mas isso é um assunto pra outro post.


Ficou interessado? Então conta pra gente o que você jogaria com essa tecnologia.


 

Deixe seu comentário

Recomendados para você